Mais da metade da frota de órgãos municipais e estaduais de São Paulo está sucateada ou em péssimo estado de conservação.

É o que aponta um relatório divulgado pelo Tribunal de Contas do Estado.

O documento revela que 11 anos é o tempo médio de uso de veículos oficiais pelas 248 entidades fiscalizadas.

O TCE inspecionou o transporte utilizado por Prefeituras, Câmaras Municipais, Secretarias Estaduais, Corpo de Bombeiros e policiamento de trânsito.

Quatro em cada 10 carros estão parados à espera de conserto.

Em dezembro do ano passado, o TCE também divulgou que mais da metade dos carros que atendem alunos da rede pública estavam operando de forma irregular.

As empresas contratadas pela Secretaria de Educação de São Paulo não estavam cumprindo os termos previstos no acordo, incluindo questões trabalhistas.

O presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Transporte Escolar do município de São Paulo, Alexandre de Almeida, diz que as irregularidades continuam ocorrendo nas cidades de Mauá e Suzano e também na zona Sul da capital paulista.

Algumas das empresas que ganharam a licitação no ano passado são acusadas, inclusive, de terem concorrido com documentos de carros funerários e sem nunca terem trabalhado com transporte escolar antes.

Um motorista da W-M-W Transportes, que atende alunos de Suzano, e prefere não ser identificado, diz que a situação de trabalho na empresa é precária:

Procurada, a Secretaria de Educação diz que todas as empresas são fiscalizadas regularmente e que os gestores das diretorias de ensino que apresentarem discordância nos contratos serão demitidos.

A administração informa ainda que o acordo com a empresa que atende os alunos de Mauá está em processo de rescisão e que uma nova companhia será contratada.

2 COMENTÁRIOS

  1. Does your website have a contact page? I’m having trouble locating it but, I’d like to send you an email. I’ve got some suggestions for your blog you might be interested in hearing. Either way, great blog and I look forward to seeing it develop over time.

DEIXE UMA RESPOSTA

Deixe seu comentário!
Por favor, informe seu nome